Livros

Atualmente contamos com uma gama de livros que auxiliam as pessoas que desejam parar de fumar e ter uma vida mais saudável, confira agora alguns:

01

Com mais de um milhão de cópias vendidas nos Estados Unidos, e já em sua segunda edição no Brasil, este é um excelente programa de autoajuda para os fumantes que desejam abandonar o cigarro! Este clássico best-seller tem formato que remete a um maço de cigarros sendo propositalmente funcional: o fumante deverá guardar este livro, no lugar onde coloca o maço (dentro da bolsa, no bolso, etc), fazendo assim uma positiva substituição. O livro traz dicas preciosas e tabelas para auxiliar o fumante nesta árdua luta contra o cigarro. Trata-se guia simples e eficiente, para servir de apoio e consulta a qualquer momento em que bater aquela vontade de fumar. Sua primeira edição no Brasil já se consagrou como best-seller de autoajuda presente na lista dos mais vendidos, justamente por trazer um método que realmente funciona. Ideal para quem tem o desejo de se livrar do hábito de fumar, mas precisa de um “empurrãozinho”.

02

Você está pronto para deixe de fumar agora? Já tentou parar de fumar muitas vezes e falhou? Parou de fumar e começou a engordar imensamente? Este é um livro que responde a essas perguntas e traz vários tipos de solução. Com um programa fácil e prático, criado por uma especialistas em nutrição , este livro vai fazer você abandonar o cigarro e manter-se esbelto. Sem dietas nem remédios.

03

Muita gente passa grande parte de sua vida lutando para se livrar do vício em nicotina. O cigarro é o grande responsável por desconforto e doenças que enfrentam. Com o intuito de ajudar essas pessoas, a dra. Kristina Ivings escreveu Livre-se do Cigarro.

Este livro explica por que é tão difícil parar de fumar, por quais motivos as pessoas fumam e quais passos devem ser tomados para vencer esse mal. Para isso, aborda temas como os mitos envolvendo o fumo, as falsas crenças sobre relaxamento e redução de estresse por meio do cigarro, o vício em nicotina, a abstinência física e psicológica, o uso de Terapia de Reposição de Nicotina (TRN), entre outros.

A autora propõe o uso de ensinamentos baseados na Terapia Cognitivo-Comportamental para que os fumantes compreendam o ato de fumar e reconheçam que o cigarro não proporciona benefícios à sua saúde, apenas se torna um problema em sua vida. Esta agradável leitura revela que é possível ter confiança em superar o vício, pois mostra que todos podem se livrar do cigarro.

Com este livro, você terá bons motivos para conseguir parar de fumar e aniquilará de vez esse vício.

04

Esta é a primeira edição do livro, revista e ampliada. Muitos fumam por uma vida e nem sabem como e porque começaram. Em determinado momento o que era prazer, começa a incomodar. A saúde dá sinais de alerta. Surgem planos para deixar o vício de fumar. O corpo avisa. Chega a hora da decisão. É preciso parar. Entretanto as ideias são confusas e as vontades se opõem surgindo conflitos. É preciso parar, mas um lado diz: fumar é muito bom! e outro lado diz: chega! A decisão precisa ser tomada, mas… poderia ser mais simples. As tentativas se sucedem. Fracassos e decepções. Alguns procuram ajuda. Outros continuam perdidos. Escutam o galo cantar ali e acolá, mas quando chegam não encontram nada. Só um vazio. É preciso se preparar. Ler sobre o assunto. Escutar experiências. Estando bem preparado, aquilo que derruba os sonhos da maioria serão apenas obstáculos possíveis de serem transpostos. Fui fumante por muito tempo. Fiz tentativas e desistências. Parei por muito tempo e tive recaída. Voltei a tentar e só consegui parar depois de me preparar melhor. Se você quer parar, vai encontrar aqui muita coisa boa para ajudá-lo. Considere o livro um bom investimento. Afinal, o custo dele é semelhante a apenas uma caixa de adesivo de nicotina.

05

Livro que explica o vício do fumo e suas consequências, apresentando estratégias eficazes para abandonar o vício, sem sofrimento.

06

O autor, com muita propriedade, reviu a literatura científica e a publicada em jornais e revistas não especializadas nos últimos anos e comenta os principais tópicos desse enorme problema. O texto prende a atenção do leitor e é apresentado de forma didaticamente organizada, abordando de maneira simples os principais componentes do problema. As doenças relacionadas com o tabaco são comentadas, bem como os aspectos relacionados ao plantio, venda, publicidade e distribuição do cigarro. Os perigos de fumar e os riscos do fumante passivo são apresentados como um problema importante para a política de saúde no Brasil e sugestões são oferecidas para os organismos que controlam as doenças e a saúde. Os fatos abordados aqui fazem desse livro leitura recomendada para todos que procuram entender o mecanismo e o controle das doenças.

07

Se você está lendo este texto, provavelmente é fumante (ou convive com alguém que fuma) e está cansado de ouvir sermões e previsões sobre a sua saúde. Relaxe: este livro não vai tratá-lo como um ser anti-social e sem força de vontade.

A autora – profissional experiente e compreensiva – entende que a dependência da nicotina é uma doença e que, como tal, deve ser tratada com respeito.

Você está flertando com a idéia de parar de fumar, mas não se sente suficientemente seguro para começar? Ou já tentou e não conseguiu? Pois aqui está o seu novo aliado nessa empreitada. Leia-o com carinho e a consideração com que ele foi escrito e boa sorte!

08

O fumante é assediado por exércitos de obcecados pela saúde, familiares preocupados, colegas de trabalho – agourentos e chantagistas. São constantemente convidados a se retirar, mesmo sob chuva torrencial ou calor abrasador. Os ex-fumantes encaram quem ainda luta contra a dependência com um sorrisinho irônico.

Giacomo Papi, autor de ‘Viver sem cigarros é possível (se você souber como)’, ficou sem tocar num cigarro durante seis meses. Estava feliz, mas ao anoitecer se sentia o “conde Drácula”. Então, por fim, teve uma recaída e voltou a fumar por um tempo. Este é o diário dele. A história de seus sofrimentos e descobertas que se referem à vida e aos limites de cada um.

Resistir à vontade de fumar significa manter um bom convívio ao lado de pessoas queridas, e preservar o amor e o respeito desses mesmos. No ambiente de trabalho, confere mais simpatia e consideração. Em suma, aos olhos do mundo, um fumante não merece mais carinho ou confiança se ainda precisa acender um cigarro.

O autor recorda que até a última década do século XX, fumar havia sido uma atividade social. O fumante convivia com os outros. “Envenenava-os e constrangia-os impunemente, sem que ninguém tivesse a ideia de expulsá-lo a pontapés. Mais tarde, a partir da conscientização sobre os malefícios do fumo, desencadeada nos anos 80 do século passado, ele foi sendo expulso aos poucos do corpo saudável da sociedade. Tratou-se de um exílio seletivo, progressivo e, em última análise, democrático.”.

Após a leitura do best-seller mundial de Allen Carr sobre como vencer a batalha contra o cigarro, Giacomo decidiu abandonar o vício e, no livro, conta sua experiência desde o primeiro dia sem tabaco, a rotina sem cigarros e a recaída no meio do caminho.

Em meio a pontuações históricas, considerações filosóficas, como um diálogo fictício entre o antitabagista Martin Heidegger e o fumante inveterado Jean Paul Sartre, e especulações curiosas, o autor levanta, por exemplo, dados como o cálculo de quantos quilômetros teria um único cigarro que somasse todos os maços fumados durante 25 anos por um fumante que consumisse em média 40 cigarros por dia.

Sem descambar para o panfleto apocalíptico e o politicamente correto, ‘Viver sem cigarros é possível (se você souber como)’ é, antes, um relato ousado contra o medo, sobretudo o de que tudo na vida, além do cigarro, seja um veneno. Serve também como anti manual para uma vida sem proibições e – tomara – sem cigarros.

09

Abordagem ampla sobre o tabagismo, de caráter informativo e motivacional, com base em publicações científicas e estatísticas da área de saúde, destinado a todas as pessoas que lutam e sofrem contra esse mal silencioso que consome vidas e destrói famílias, levando-as a conhecer mais profundamente as razões que conduzem ao vício e que mantém o fumante preso ao cigarro, a gravidade do ato de consumir tabaco em razão do coquetel mortal contido nos produtos fumígeros, suas consequências danosas para a saúde dos fumantes ativos e passivos, as principais doenças tabaco-relacionadas, as consequências maléficas da poluição tabágica ambiental, os métodos eficazes e formas corretas de tratamento do tabagismo para evitar recaídas e obter a cura em caráter definitivo e ter de volta a própria liberdade, como também os cuidados que o tabagista deve adotar para minimizar os males que os produtos derivados do tabaco já causaram ao organismo de quem fuma ou já fumou, mediante a adoção de um estilo de vida saudável, por meio de exercícios físicos e utilizando-se de uma alimentação natural, dada suas características nutricionais, peventivas, regenerativas, estimulantes e rejuvenescedoras.

10

O tabagismo, tão cultuado em gerações passadas, já não encontra eco entre as novas gerações que, mais atentas às questões da saúde, o combatem com veemência. Essa nova cultura encontra apoio de vários organismos da sociedade, dentre eles a Igreja Católica, que através das Pastorais da Sobriedade e Saúde, vem atuando no aconselhamento, acompanhamento e apoio aos adictos que intentam livrar-se do vício.

Esta obra é destinada àqueles que percorrem com os fumantes a difícil, mas possível, caminhada de libertação. O autor, de modo minucioso, apresenta-nos muito além de dados estatísticos. A partir de suas experiências propõe meios e ações que facilitam a compreensão de casos e indicam caminhos para o aconselhamento.

Obra referência indispensável aos profissionais e voluntários que atuam neste seguimento.